Vitamina K, a vitamina esquecida

As vitaminas A, B, C, D, praticamente todo mundo conhece. Mas por acaso você já ouviu falar da vitamina K? Sabe dizer qual a sua importância?

Apesar de menos conhecida que suas populares “irmãs”, a vitamina K é muito importante para o organismo como um todo. Mas antes de falar de seus benefícios, vamos entender um pouco mais sobre esse nutriente e saber porque é tão provável que seu organismo esteja carente dele.

A Vitamina K só foi descoberta em 1929 sendo estudada, portanto, há menos de 100 anos. Atualmente, já sabemos que ela se divide em K1 e K2. A K1 é encontrada principalmente em folhas verdes, enquanto a K2 está mais presente em alimentos de origem animal ou fermentados.

Apesar de algumas diferenças, a principal importância das duas vitaminas está na capacidade de apoiar a ligação das proteínas ao cálcio. E todos nós já sabemos da importância do cálcio não só para os ossos e dentes, mas praticamente para todos os tipos de processos biológicos.

“Entre os benefícios das vitaminas K estão a prevenção à osteoporose, a prevenção de doenças cardíacas e o combate ao câncer”, explica o médico Nutrólogo Matheus Galhardo.

Na prevenção à osteoporose, a vitamina K2 desempenha um papel muito importante no metabolismo do cálcio, o principal mineral encontrado nos ossos. A osteoporose (ossos porosos) é comum nos países ocidentais e aumenta consideravelmente o risco de fraturas, principalmente em mulheres idosas.

Já a prevenção a doenças cardíacas ocorre pelo fato da k2 reduzir o acúmulo de cálcio nas artérias ao redor do coração. O acúmulo de cálcio e a calcificação das artérias são grandes fatores de risco para doenças cardíacas.

 

Quanto ao combate ao câncer, vários estudos já estabeleceram alguma relação entre a vitamina K2 e certos tipos de câncer. Essa vitamina pode reduzir o risco de câncer de fígado e de próstata.

“Infelizmente, a ingestão média desse importante nutriente é incrivelmente baixa na dieta moderna”, alerta Matheus Galhardo. Segundo ele, o uso de antibióticos também podem contribuir para a deficiência da Vitamina K2, já que ela também é produzida por bactérias do intestino.

E embora ela possa ser encontrada em alimentos, principalmente de origem animal e fermentados, como certos produtos lácteos, fígado e gemas de ovos, a suplementação em cápsula é recomendável. A Vitamina k2 está disponível nas lojas da Rede Farma Conde em embalagens de 60 cápsulas.

“São vitaminas deficientes na dieta ocidental e que não receberam muita atenção popular. No entanto, este poderoso nutriente desempenha um papel essencial em muitos aspectos de nossa saúde”, completa o médico Nutrólogo.

Deixe uma resposta