Câncer de próstata: quando o preconceito mata

O mês de novembro já entrou no calendário mundial da saúde como o mês de prevenção ao câncer de próstata. Fazendo um paralelo com o Outubro Rosa, mês de prevenção ao câncer de mama, o Novembro Azul tem como uma de suas principais metas quebrar a barreira contra o preconceito. Preconceito que, aliado à falta de informação, impede que muitos homens se dediquem à prevenção e, com isso, ao diagnóstico precoce da doença.

Para esclarecer as principais dúvidas dos homens e quebrar os tabus acerca do tema, o médico urologista João Leão de Souza Neto, de São José dos Campos, falou com exclusividade à Farma Conde Saúde. Além de Membro Titular da Sociedade Brasileira de Urologia, ele também é membro da Endourological Society, INC, Seaford (New York). Nesta entrevista ele fala um pouco sobre a prevenção ao tipo de câncer que mais acomete os homens no mundo todo.

 

Farma Conde Saúde – Quais os principais exames na prevenção contra o câncer de próstata?
Dr. Leão: 
Os principais exames atualmente utilizados para o rastreamento do câncer de próstata ainda são o exame digital da próstata, mais conhecido como “exame do toque”, e o teste sanguíneo chamado PSA.

Farma Conde Saúde – Ainda existe muito preconceito em relação ao exame de toque?
Dr. Leão:
 É verdade que ainda observamos um certo preconceito na realização do exame de toque. Mas acredito que hoje evoluímos muito e que a maioria dos homens já se conscientizou da sua importância e necessidade de sua realização.

Farma Conde Saúde – O exame de sangue substitui o exame de toque?
Dr. Leão: 
Esta é uma pergunta muito importante, pois a falta de informação acaba balizando a conduta de muitos homens. Uma grande parcela dos tumores vão alterar o PSA, assim que surgirem, com tamanho microscópico. Porém, o exame de sangue – PSA – não substitui o exame de toque, eles se complementam. Isto porque existem tumores, considerados até mais agressivos, que não alteram ou demoram mais tempo para alterar o valor do PSA. E, nestes casos, eles poderiam ser muito mais facilmente identificados através do toque retal de maneira precoce.

Farma Conde Saúde – Existe alguma possibilidade de que em um futuro próximo o toque se torne dispensável?
Dr. João Leão: 
Creio que não. Os exames de imagem têm se modernizado muito nos últimos anos. Técnicas específicas de ressonância nuclear magnética também nos trazem importantes informações sobre a próstata, como possíveis áreas com suspeita de tumor, crescimento do tumor para outras regiões e volume da próstata. Porém, o exame digital da próstata traz informações importantes ao urologista. Acredito que novas técnicas serão complementares ao exame de toque, mas não vão substituí-lo.

Farma Conde Saúde – A partir de que idade deve-se iniciar a prevenção com visitas ao urologista?
Dr. Leão:
 Os pacientes considerados de maior risco, os que já possuem histórico familiar de câncer de próstata, os negros e os obesos devem iniciar sua avaliação a partir dos 45 anos. Os demais, considerados de baixo risco, devem iniciar os exames a partir de 50 anos.

Farma Conde Saúde – Com que frequência as visitas devem ocorrer?
Dr. Leão:
 Os pacientes que apresentam os exames de rastreamento normais devem ser reavaliados anualmente. Em caso de dúvidas, optamos por reavaliação em tempo menor, semestral ou até mesmo trimestralmente.

Farma Conde Saúde – O câncer de próstata apresenta sintomas em seus estágios iniciais?
Dr. Leão: 
Esta é outra pergunta importantíssima. A resposta é não. O Câncer de próstata é completamente assintomático nos estágios iniciais. É justamente neste momento que devemos detectá-lo. Os sintomas aparecerão quando o tumor crescer demais, às vezes até com a doença espalhada pelo corpo. Por isso, o rastreamento deve ser feito rotineiramente, mesmo que não apresente sintoma algum.

Farma Conde Saúde – Nos estágios mais avançados, que sintomas podem ocorrer?
Dr. Leão:
 Estágios avançados provocarão sintomas locais como dor ou ardor ao urinar, dificuldade para esvaziar a bexiga, sangramento na urina e infecção urinária. Isto pode ser seguido de dor lombar, fraqueza e dor muscular, além de perda de peso, cansaço excessivo, fraturas ósseas e comprometimento do funcionamento dos Rins, Fígado e Pulmões.

Farma Conde Saúde – Os tratamentos atuais podem curar o câncer de próstata?
Dr. Leão:
 Sim, com certeza. Atualmente, a melhoria dos métodos de detecção e tratamento do câncer de próstata elevou consideravelmente as taxas de cura, podendo chegar a 95%. Enquanto que na década de 1980 a maioria dos pacientes eram tratados de forma paliativa, atualmente, conseguimos detectar tumores muito iniciais, o que favorece o tratamento.

Farma Conde Saúde – Que hábitos de vida podem ter relação com câncer de próstata?
Dr. Leão:
 Podemos afirmar que os hábitos de vida saudáveis como o combate à obesidade e ao sedentarismo, a baixa ingestão de gordura e de bebidas alcoólicas, além de evitar tabagismo, seriam a melhor forma de prevenção de inúmeras doenças e também do câncer de próstata.

Farma Conde Saúde – Suplementos e vitaminas podem atuar como coadjuvantes na prevenção?
Dr. Leão: 
As vitaminas e suplementos ajudam na redução dos radicais livres e nos processos inflamatórios. Dessa forma, podem ajudar de alguma forma, mas não especificamente evitando o câncer de próstata. Para pacientes com maior risco, existem medicações que ajudam no seu seguimento, melhorando o rastreamento da doença e sua prevenção.

Farma Conde, a dose certa para sua saúde e seu bolso.

Siga também pelas redes sociais:
https://www.facebook.com/redefarmaconde/ 
https://www.instagram.com/farmaconde/
https://www.youtube.com/user/TvFarmaconde1

Deixe uma resposta