5 mitos que impedem você ter uma alimentação mais saudável

É fato incontestável que cada vez mais pessoas têm buscado alternativas mais saudáveis para se alimentar no dia a dia. No entanto, muita gente acaba desistindo do objetivo, por acreditar que para comer de forma mais saudável seja preciso gastar muito tempo e dinheiro.

Por pensar dessa forma, não são poucos os que pensam que é mais prático e mais barato comer um salgado na lanchonete da esquina do que um prato de salada em casa. Para derrubar alguns mitos que cercam as dificuldades e o custo da alimentação saudável, a Farma Conde Saúde conversou com a nutricionista Marcela Maria Costa de Oliveira Leite, que é pós graduada em Nutrição Clínica e pós graduanda em Nutrição Clínica Funcional.

Marcela garante que a comida saudável não é necessariamente mais cara e nem menos prática dos que as alternativas pouco nutritivas encontradas a cada esquina. Acompanhe as dicas da nutricionista e mude seus hábitos alimentares para um 2018 mais saudável.

 

1.Quem se alimenta de forma saudável só come mato.

Em 2014 o Ministério da Saúde criou o “Guia Alimentar para a População Brasileira”, que prega que devemos ingerir alimentos que forneçam os nutrientes necessários ao bom funcionamento do nosso organismo. Também devemos considerar como os alimentos são combinados preparados e ingeridos, pois todos esses aspectos influenciam a saúde e o bem-estar do indivíduo. A famosa Pirâmide Alimentar divide os alimentos em oito grupos, sendo que na base estão os mais saudáveis. De acordo com esse esquema, devemos priorizar as massas e carboidratos integrais, os vegetais (frutas, verduras e legumes), as proteínas magras, além das gorduras saudáveis. Dessa forma, na alimentação saudável podemos comer de tudo, desde que nas quantidades recomendadas.

 

2.Alimentação saudável não combina com a correria dos dias de hoje.

Tudo é questão de adaptar as necessidades alimentares com a rotina diária. Existem vários alimentos que podem atender as nossas necessidades de uma alimentação prática e saudável. O que devemos fazer são escolhas de forma mais consciente, algo que não têm ocorrido. Na maioria das vezes as pessoas não sabem o que comem, não prestam atenção no que mastigam, e nem o quanto comem. Muitas vezes, um alimento saudável pode ser preparado de forma mais rápida do que outro pouco nutritivo. Preparar uma salada, por exemplo, leva menos tempo do que descascar, cortar e fritar batatas.

 

3.Quem come fora de casa não consegue adotar bons hábitos alimentares.

É absolutamente possível ter uma alimentação saudável mesmo comendo em restaurantes diariamente. Há atualmente inúmeros bons restaurantes que oferecem alimentação saudável, sem necessariamente ser “natural” ou custar mais caro. O que vale é a consciência do que vamos ingerir. Em um restaurante com comida por quilo, por exemplo, devemos fazer as escolhas corretas. Ou seja, sempre optar por consumir um carboidrato, como um arroz integral, uma proteína, que pode ser um peixe ou outra carne magra, além verduras e legumes. Uma fruta é uma ótima opção de sobremesa. Também é importante variar sempre nas escolhas, pois quanto mais variada a refeição, maior será a disponibilidade de nutrientes que seu corpo irá receber.

 

4.Comer em restaurantes todo dia pode ficar muito caro.

Levar uma marmita de casa para o trabalho é uma excelente opção, pois permite um controle maior do que comer e também do quanto comer. Mas também nesse caso é preciso observar a variedade dos nutrientes e as técnicas culinárias utilizadas no preparo dos alimentos. É importante saber combinar os alimentos para que o organismo conte com fontes de energia (carboidratos), proteína e vitaminas. No caso dos temperos, quanto mais ervas aromáticas e naturais utilizar, melhor. Como manjericão, alecrim e orégano. Além disso, a marmita também permite maior domínio do valor a ser gasto.

 

5.É necessário mais de uma hora para preparar uma refeição em casa.

Algo que facilita muito são os chamados “pratos únicos”, como por exemplo um risoto, que contempla um arroz para fazer a parte dos alimentos energéticos, uma carne para cumprir as proteínas, além de legumes e verduras que trazem mais nutrientes para a refeição. Com mais uma simples fruta de sobremesa, tem-se uma refeição saudável e que não irá demandar muito tempo e trabalho. Outra sugestão é o congelamento de alimentos em casa. Como a rotina, às vezes nos impede de “ir para cozinha”, quando for, é bom aproveitar bem esse tempo e já preparar mais de uma porção. Já deixe a marmita pronta congelada, ou alguma preparação coringa.

Confira mais dicas em Farma Conde Saúde

Farma Conde, a dose certa para sua saúde e seu bolso

Siga também pelas redes sociais: 
https://www.facebook.com/redefarmaconde/ 
https://www.instagram.com/farmaconde/
https://www.youtube.com/user/TvFarmaconde1

Deixe uma resposta